A chegada do PIX foi uma das grandes novidades do mercado financeiro digital em 2020. Em novembro, mais de 60 milhões de brasileiros cadastraram suas chaves e estão prontos para fazer transferências pelo PIX

Muitos ainda não conhecem como o sistema funciona e quais são os seus benefícios. Por isso, vamos explicar aqui quais foram as principais mudanças que o PIX já está promovendo. 

O que é o PIX?

De forma simples, o PIX é um sistema de pagamentos instantâneos que entrou em vigor no Brasil em novembro de 2020. O principal objetivo é tornar as transferências e pagamentos eletrônicos instantâneas, com disponibilidade em qualquer dia da semana, incluindo finais de semana e feriados, torna-los mais simples e baratos. Atualmente, o sistema é regulamentado pelo Banco Central e pode ser usado por pessoas físicas ou jurídicas.  

Mudanças do PIX

O cadastro para utilizar o PIX iniciou no dia 5 de outubro e foi lançado oficialmente no dia 16 de novembro. A partir de então, ele provocou diversas mudanças no mercado financeiro e na forma de utilização dos serviços bancários pelas empresas e consumidores. Veja abaixo algumas delas: 

Mais de 40 milhões de chaves cadastradas 

Desde a chegada do PIX até o dia 3 de dezembro de 2020, o Banco Central registrou o cadastro de 99,7 milhões de chaves. São 40,4 milhões de pessoas usando esse novo sistema e 2,5 milhões de empresas que aderiram a essa nova forma de fazer pagamentos. 

Ao todo foram realizadas mais de 40 milhões de transações, que movimentaram R$40,5 bilhões de uma maneira segura, rápida e fácil. Esses dados deixam claro a grande adesão ao PIX, tanto por pessoas jurídicas quanto físicas.

Sistema de pagamento preferido por 60% dos internautas 

Em menos de um mês de lançamento, o PIX já é considerado o melhor sistema de pagamento e transferências bancárias por 60% dos internautas brasileiros. Foi o que constatou uma pesquisa realizada pelo Ibope, encomendada pelo C6 Bank

Além disso, o estudo evidenciou que a intenção de uso do novo sistema para pagamentos de contas de consumo e serviço também é grande. Veja os números abaixo: 

  • 56% dos entrevistados afirmaram que pretendem usar o PIX para efetuar pagamentos de contas de água, luz e telefone; 
  • 45% declararam que irão usá-lo em estabelecimentos comerciais. 

PIX pode ser usado para o pagamento de faturas e taxas 

Com a implementação do PIX, diversas empresas começaram a aceitar o novo sistema como forma de pagamento, como a Claro e a TIM. Além disso, o Nubank também liberou a cobrança com a utilização dessa ferramenta para os clientes da conta de Pessoa Jurídica

Por outro lado, o Serpro liberou o pagamento da Guia de Recolhimento da União (GRU) através do PIX. Vale lembrar que essa guia é utilizada em taxas de governo, como as de inscrição em vestibulares de universidades federais e emissão de passaporte. 

A WePayOut implemetou o sistema como mais uma forma para pagamentos. As empresas contratantes dos serviços da WePayOut podem agora realizar alto volume de pagamentos a terceiros também nos finais de semana e feriados com integração via painel ou API

Além da segurança desse tipo de transação, a adesão de grandes empresas também ocorreu porque o sistema de pagamentos realiza transferências em apenas 10 segundos e está disponível durante as 24horas do dia

A sua empresa pode aproveitar todos os recursos que o PIX oferece para os pagamentos a terceiros, tornando o seu processo ainda mais rápido e eficiente: 

Conheça uma nova dinâmica de pagamentos instantâneos para os seus beneficiários